Mineiro de Bocaiuva, cidade da região norte do estado, Leonardo Antunes Cunha nasceu a 5 de junho de 1966, filho de pai médico e mãe professora universitária. Leo Cunha, como é mais conhecido, é escritor, jornalista, tradutor e professor universitário. É graduado em Jornalismo e Publicidade, ambos pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), especialista em Literatura Infantil e Juvenil, também pela PUC Minas, mestre em Ciência da Informação e doutor em Cinema, ambos pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Sua tese foi sobre os heróis cômicos nos filmes do cineasta francês Francis Veber.

Com quase 25 anos de atividade, Leo Cunha se tornou um dos principais autores de literatura infanto-juvenil do Brasil. Já publicou mais de cinquenta livros – entre autorais e coletâneas –, transitando dentre contos, crônicas poesias e acadêmicos. O primeiro texto infantil do autor foi publicado, em 1991, na revista Alegria – atual Recreio: ‘Em boca fechada não entra estrela’, que depois virou livro e audio-livro. Dois anos depois, em 1993, seu primeiro livro, ‘Pela Estrada Afora’, foi lançado pela Atual Editora. Foi nessa época que Leo Cunha começou a vencer concursos literários.

A quantidade de prêmios recebidos é equivalente à de livros publicados. São mais de 30 obras premiadas, finalistas em concursos ou com menções honrosas de diversas instituições. Como autor, venceu seis concursos literários, entre eles o Prêmio Jabuti (na categoria Autor Revelação em Literatura Infantil, em 1994), o João de Barro e o Prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). É membro fundador da Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil.

Leo Cunha traduziu e adaptou importantes obras da literatura mundial, como ‘A megera domada’, de William Shakespeare, ‘Oliver Twist’, de Charles Dickens, e ‘Discurso do urso’, de Júlio Cortázar. O jornalista e escritor também se dedica ao mundo acadêmico, integrando o corpo docente da graduação em Jornalismo do Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH), desde 1997, e de cursos de pós-graduação na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), desde 2004.

One Response

Leave a Reply

Your email address will not be published.